domingo, 9 de março de 2014

Navio com armas iranianas chega a Israel

Terra / AFP
08 de Março de 2014•14h04

O navio foi interceptado na última quarta-feira por conter "carregamento iraniano de armas avançadas", segundo Marinha israelense

O navio interceptado no Mar Vermelho com supostas armas iranianas para Gaza chegou neste sábado ao porto israelense de Eilat, constatou um fotógrafo da AFP.

Segundo a rádio pública, embaixadores, oficiais militares e importantes personalidades israelenses poderão ver o material apreendido.

A Marinha israelense anunciou ter interceptado na quarta-feira passada um que transportava "um carregamento iraniano de armas sofisticadas" destinadas a grupos armados palestinos na Faixa de Gaza.

"Quando fala com as grandes potências mundiais, o Irã sorri e diz coisas agradáveis, mas este mesmo Irã envia armas mortíferas às organizações terroristas", acusou em um comunicado o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu.

"Faz isso através de uma rede de operações secretas para enviar foguetes, mísseis e outras armas mortais que serão utilizadas para prejudicar civis inocentes. É o verdadeiro Irã e este país não deve se dotar de armas nucleares", acrescentou.

Segundo o porta-voz do exército israelense, Peter Lerner, "em uma operação complexa e secreta da marinha israelense, no início desta manhã as forças israelenses interceptaram em águas internacionais entre o Sudão e a Eritreia um barco que transportava um carregamento de armas iranianas com destino à Faixa de Gaza".

"A tripulação do barco, o 'Klos-C', com bandeira panamenha, não opôs resistência", afirmou o porta-voz em uma teleconferência de imprensa.

"Foram encontrados dezenas de mísseis terra-terra M302 de fabricação síria. Se tivessem chegado ao seu destino, teriam ameaçado milhares de israelenses", acrescentou.

O exército declarou em um comunicado que os serviços de inteligência militar identificaram há vários meses o transporte de mísseis fabricados na Síria do aeroporto de Damasco a Teerã. Os mísseis tinham um alcance de centenas de km, ou seja, maior que os que costumam ser utilizados pelos grupos armados de Gaza.

"Era incomum, já que este tipo de transporte costuma ser realizado do Irã para a Síria, e não o contrário", afirma o comunicado.

A partir de Teerã, o carregamento foi levado ao porto iraniano de Bandar Abbas, onde foi carregado no "Klos-C", que posteriormente "chegou ao porto iraquiano de Um Qasr, onde outros contêineres de sacos de cimento foram embarcados para completar a camuflagem e ocultar a conexão iraniana", afirma o exército.

Segundo a mesma fonte, quando foi interceptado, o navio se dirigia a Porto Sudão, de onde as armas seriam transportadas por via terrestre até Gaza através da península egípcia do Sinai.

"Parece mais uma vez que o Irã continua sendo o principal exportador de terrorismo no mundo", declarou o ministro da Defesa israelense, Moshe Yaalon, em um comunicado, no qual afirma que "estas armas deveriam chegar a organizações terroristas na Faixa de Gaza através do Sudão".

Em março de 2011, a marinha israelense interceptou no Mediterrâneo o barco "Victoria", afirmando que transportava armas iranianas à Faixa de Gaza. O Irã desmentiu categoricamente esta informação.

O Irã desmentiu categoricamente estas acusações israelenses e ironizou a incrível coincidência entre a operação e a visita aos Estados Unidos de Netanyahu.
http://noticias.terra.com.br/mundo/oriente-medio/navio-com-armas-iranianas-chega-a-israel,946da9688cd94410VgnCLD2000000dc6eb0aRCRD.html

Nenhum comentário: