domingo, 2 de fevereiro de 2014

PMs fazem 'Operação Tartaruga', e crime aumenta em Brasília

Resenha EB / O Globo / André de Souza e Flávia Pierry
01 Fev 2014

Governo alega que parte da tropa é movida por interesse eleitoral

Em meio a uma operação tartaruga convocada por policiais militares em campanha salarial, o Distrito Federal teve um aumento significativo da violência em janeiro. Até a última quarta, dia 29, a Secretaria de Segurança Pública do DF contabilizou 67 homicídios e latrocínios (roubos seguidos de morte), um crescimento de 26,4% em comparação com todo o mês de janeiro de 2013, quando 53 pessoas foram assassinadas. O número de assaltos também cresceu. Quem mais sofre com a onda de violência é a periferia de Brasília.

O governo anunciou que já abriu processo disciplinar contra pelo menos cinco policiais. Segundo o comandante-geral da PM, Anderson Moura, esses policiais estão influenciando seus colegas, principalmente por meio das redes sociais, para que eles deixem de cumprir suas obrigações. Ontem, o governador Agnelo Queiroz (PT) prometeu fazer o que for necessário para garantir a segurança da população.

- Eu não vou admitir em hipótese alguma que meia dúzia de pessoas possa desmoralizar a Polícia Militar do Distrito Federal e colocar em risco a vida do cidadão de bem e do nosso povo. Isso é inadmissível - afirmou o governador, após reunião ontem com a cúpula da Segurança Pública do DF.

- As pessoas que nós já identificamos - e que sabemos que têm outros interesses que não o atendimento do pleito da instituição (aumento salarial), mas que, sim, a gente já sabe que existem interesses eleitoreiros, interesses políticos -, essas pessoas nós estamos separando, e elas estão respondendo aos conselhos (disciplinares) - acrescentou o comandante.

Em nota publicada ontem na capa dos principais jornais da cidade, o governo do DF já havia acusado o movimento de agir politicamente. Na nota, informou reconhecer o direito de fazer reivindicações, mas que não negociará enquanto as operações não voltarem ao normal. O comando da PM disse que o expediente da corporação será prorrogado e que haverá mais oficiais nas ruas para reforçar o policiamento. Procurados, os organizadores da operação-tartaruga não responderam às perguntas do GLOBO. O movimento cobra reajuste salarial de 66,8%.

O MINISTRO DA JUSTIÇA OFERECE APOIO

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, condenou ontem que policiais coloquem seus interesses pessoais, como aumento de salários, antes do combate à criminalidade. Ao comentar a escalada de violência no Distrito Federal, o ministro defendeu os agentes que não aderiram às manifestações.

Cardozo afirmou que o governo federal está à disposição dos estados para ajudar em medidas de Segurança Pública. Ele afirmou que a quem pedir o auxílio do governo federal, se possível, será dado:

- Temos conversado com o governo de Goiás e do DF, sobre o entorno, com medidas nessa área, como envio da Força Nacional. Quaisquer outras coisas que possamos fazer e forem solicitadas serão atendidas.

O cenário é mais grave na periferia. Em Ceilândia, a região mais populosa do DF, com mais de 400 mil habitantes, foram oito assassinatos em janeiro de 2013, e 11 em janeiro de 2014. Planaltina teve crescimento parecido, passando de sete casos em janeiro do ano passado para 11 em janeiro deste ano. Sobradinho II, também na periferia, viu o número de assassinatos pular de um, em janeiro de 2013, para quatro em 2014.
http://www.eb.mil.br/web/imprensa/resenha?p_p_id=56&p_p_lifecycle=0&p_p_state=maximized&p_p_mode=view&p_p_col_id=column-3&p_p_col_count=1&_56_groupId=18107&_56_articleId=4542798&_56_returnToFullPageURL=http%3A%2F%2Fwww.eb.mil.br%2Fweb%2Fimprensa%2Fresenha%3Fp_auth%3DHWYIaq9y%26p_p_id%3Darquivonoticias_WAR_arquivonoticiasportlet_INSTANCE_UL0d%26p_p_lifecycle%3D1%26p_p_state%3Dnormal%26p_p_mode%3Dview%26p_p_col_id%3Dcolumn-3%26p_p_col_count%3D1%26_arquivonoticias_WAR_arquivonoticiasportlet_INSTANCE_UL0d_mes%3D2%26_arquivonoticias_WAR_arquivonoticiasportlet_INSTANCE_UL0d_ano%3D2014%26_arquivonoticias_WAR_arquivonoticiasportlet_INSTANCE_UL0d_data%3D01022014%26_arquivonoticias_WAR_arquivonoticiasportlet_INSTANCE_UL0d_javax.portlet.action%3DdoSearch#.Uu4PWD1dVIU

Nenhum comentário: