segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Exame da OAB reprova 84% dos candidatos em Sorocaba

G1
02/02/2014 21h35 - Atualizado em 02/02/2014 21h35

Dos 758 candidatos, apenas 122 passaram para a segunda fase.

O índice coloca a cidade na 17ª posição do ranking estadual.

Dos 758 sorocabanos que participaram da 12ª edição do Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), apenas 122 foram aprovados na primeira fase, ou seja, 84% dos candidatos ainda não estão aptos a dar continuidade à prova e ainda não podem trabalhar como advogaos.

O índice de 16,09% de aprovação coloca Sorocaba (SP) na 17ª posição do ranking estadual, que tem como média 16,63% de aprovados. Em São Paulo, 25.661 bacharéis prestaram a prova, mas somente 4.268 passaram para a segunda etapa.

A alta taxa de reprovação é, de acordo com o presidente da 24ª Subseção da OAB, em Sorocaba, Alexandre Ogusuku, reflexo da baixa qualidade de ensino no País, que vai desde a escola até a universidade. "O problema é que as nossas instituições acabam tendo um viés mercantilista", explica.

O que significa que, segundo Ogusuku, as faculdades e universidades não incentivam o aluno a estudar, acabam não ensinando e, mesmo assim, não o reprovam. "Eles sabem que não serão reprovados, então não estudam. Os estudantes saem da universidade sem o conhecimento necessário para exercer a profissão", acredita. O sistema de progressão continuada dos ensinos Fundamental e Médio também desestimulam o estudo, segundo ele. "E, quando não estão acostumados a ir atrás, os alunos não conseguem alcançar nada", continua.

Apesar de o exame ser considerado difícil pelos bacharéis, o advogado não acha que o problema seja a prova. O 10ª exame aplicado no País, considerado o de menor complexidade, aprovou 40% dos candidatos. "Todo aluno que estuda e faz um bom curso tem condições de conseguir uma fácil aprovação no exame", declara Ogusuku. A segunda fase do exame, composta por uma avaliação prática-profissional, acontece no dia 9 de fevereiro.

Melhores e piores

O município de Jundiaí (SP) apresentou o pior desempenho do Estado na última edição da prova, aplicada em dezembro de 2013, com apenas 11,46% de candidatos aprovados. Em seguida, aparecem Espírito Santo do Pinhal (SP) e Itapetininga (SP), que aprovaram apenas 12,50% e 12,57% dos participantes.

Franca (SP) foi a cidade que apresentou o melhor aproveitamento, com 26,64% de aprovados. São Carlos (SP) e Ribeirão Preto (SP) aparecem em segundo e terceiro lugares, respectivamente, com aprovação de 22,29% e 19,59%.
http://g1.globo.com/sao-paulo/sorocaba-jundiai/noticia/2014/02/exame-da-oab-reprova-84-dos-candidatos-em-sorocaba.html

Nenhum comentário: