sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Prefeito de Toronto que fumou crack defende Bieber após nova acusação

Folha de São Paulo / REUTERS / CAMERON FRENCH
31/01/2014 09h37

Justin Bieber se envolveu em casos de polícia no Canadá e nos Estados Unidos em apenas uma semana, mas o cantor pop adolescente tem pelo menos um defensor que sabe algo sobre experiências negativas: o colega canadense e prefeito de Toronto, Rob Ford.

Ford, que admitiu em novembro ter fumado crack durante uma "bebedeira", defendeu Bieber nesta quinta (30) durante uma entrevista a um programa de rádio de Washington D.C. chamado "Sports Junkies".

"Bem, vocês sabem, ele é um cara jovem", disse Ford, um ávido fã de futebol que é frequentemente convidado para participar do programa de esportes.

"Aos 19 anos, eu gostaria de ser tão bem sucedido quanto ele. Ele tem apenas 19 anos, pessoal. Olhem para trás e lembrem quando vocês tinham 19 anos."

Ford fez o comentário depois que um dos apresentadores chamou Bieber de a "pior exportação do Canadá".

Questionado se ele era fã da música de Bieber, Ford disse que seus gostos se inclinavam mais para bandas de rock clássico, como Led Zeppelin, Rolling Stones e os Eagles. "Eu tenho 45 anos, por isso há uma grande diferença aqui", disse ele.

Bieber foi acusado na quarta (29) de agredir um motorista de limusine em Toronto, em dezembro de 2013. O advogado canadense do cantor disse em comunicado que Bieber é inocente.

Na semana passada, o cantor canadense foi acusado de dirigir alcoolizado em Miami, depois de ser pego pela polícia em um racha com uma Lamborghini alugada.

A Polícia de Miami Beach afirmou que Bieber assumiu ter tomado remédio controlado, fumado maconha e consumido álcool. O cantor se declarou inocente destas acusações.

O prefeito Rob Ford —que concorre à reeleição como prefeito da maior cidade do Canadá— chegou aos noticiários internacionais em polêmicas envolvendo drogas, aparições bêbadas em vídeo, acusações de assédio e declarações desconcertantes.

Em maio de 2013, foram divulgadas imagens que o mostravam fumando crack, o que foi admitido alguns meses depois com uma declaração controversa.

"Fumei crack, OK? Sou viciado? Não. Experimentei? Talvez, numa das minhas situações de estupor alcoólico", disse o prefeito em novembro. Após o escândalo, sua aprovação subiu 5% —embora a maioria dos eleitores da cidade pedisse sua renúncia.
http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2014/01/1405525-prefeito-de-toronto-que-fumou-crack-defende-bieber-apos-nova-acusacao.shtml

Nenhum comentário: