sábado, 14 de dezembro de 2013

Genes influem mais nas notas que pais ou professores, aponta estudo

Terra / EFE
12 de Dezembro de 2013•11h03 • atualizado às 11h04

Os genes influenciam mais as notas dos estudantes do ensino médio que "os professores, os colégios ou a família", segundo um estudo divulgado na quarta-feira e pela universidade King's College de Londres. Os autores do estudo analisaram a importância da genética no sucesso escolar e, para isso, utilizaram como amostra as notas de mais de 11 mil exames de alunos de 16 anos que faziam o Certificado Geral de Educação Secundária (GCSE).

Em disciplinas como inglês, matemática, ciências, física, biologia e química, os pesquisadores descobriram que os genes influem mais nas notas, 58%, enquanto em matérias de humanidades, como arte e música, os genes contam em 42%. Apesar de assinalar o grande peso que a genética tem no sucesso escolar, a pesquisa esclarece que isto não implica que o ambiente que rodeia uma criança não é importante, pois influi nas notas em 36%, nem que o trabalho educacional dos colégios não conte.

"A pergunta que estamos tentando responder é por que há diferenças entre os alunos nos exames de fim do ensino médio? As pessoas imediatamente pensam: são os colégios. Mas se os colégios fossem o único fator, então as crianças de uma mesma classe teriam todos as mesmas notas", destacou Robert Plomin, autor do estudo.

Para resolver esta questão, os cientistas analisaram as notas que tiveram no exame do GCSE dois gêmeos que compartilham 100% de seus genes e outros dois gêmeos que compartilham metade dos genes. As quatro crianças foram criadas em ambiente semelhante. Assim, os especialistas sabiam que as diferenças de notas entre os gêmeos idênticos não se deviam aos genes (pois são iguais), mas a outros fatores como influências e ambientes não compartilhados.

Ao comparar os resultados, descobriram a importância que a genética tem nos resultados escolares, mas perceberam também diferenças entre as crianças que compartilhavam 100% dos genes. Estas diferenças respondiam a fatores ambientais ou circunstanciais como ser melhor estudante ou ter um professor melhor.

"O comportamento de um estudante pode estar determinado por milhares de genes, cada um deles com um efeito minúsculo. Encontrá-los todos será difícil, mas permitirá aos cientistas confirmar que variantes genéticas afetam o comportamento nas diferentes áreas de conhecimento", afirmou Plomin.
http://noticias.terra.com.br/ciencia/pesquisa/genes-influem-mais-nas-notas-que-pais-ou-professores-aponta-estudo,469def812bfd2410VgnCLD2000000ec6eb0aRCRD.html

Nenhum comentário: