sábado, 21 de dezembro de 2013

Gasto com obras dos estádios para a Copa passa de R$ 5,3 bi para R$ 8 bi

O Estado de S. Paulo / Almir Leite e Paulo Favero
21 de dezembro de 2013 | 16h 20

Custo para construção do Mané Garrincha chegou a encarecer 88% em três anos

SÃO PAULO - Na reta final da construção dos estádios para a Copa do Mundo de 2014, ainda não se sabe como ficará a conta. Certeza, mesmo, só a de que o preço final vai ficar muito acima do previsto inicialmente. Comparando-se apenas os valores divulgados na última atualização da Matriz de Responsabilidades, a quinta, feita em setembro, com a estimativa inicial, de janeiro de 2010, o custo das 11 arenas, com exceção da Arena Corinthians, já subiu 39%.

Quando a Matriz foi lançada, o gasto com os estádios foi calculado em R$ 5,38 bilhões – e considerava na época que R$ 240 milhões iriam para reforma do Morumbi, então o estádio de São Paulo para a Copa. Três meses atrás, na última atualização, a conta já atingia pouco mais de R$ 8 bilhões – já com a Arena Corinthians na conta. Se tirar o estádio de Itaquera da contabilidade, o resultado dá R$ 7,18 bilhões.



Na realidade, esse custo já está defasado. Sabe-se, por exemplo, que o estádio que está sendo erguido em Itaquera não sairá pelos R$ 820 milhões previstos. Juros decorrentes de empréstimos feitos para dar andamento nas obras enquanto o empréstimo do BNDES e os CIDs não saíam já elevam a conta para pelo menos R$ 1 bilhão. E esse valor pode subir por causa dos gastos extras que o acidente do fim de novembro na arena irão acarretar.

O Mané Garrincha também pode ter custo final acima dos declarados R$ 1,4 bilhão. Há cálculos do TCU estimando que a conta pode chegar a mais de R$ 1,5 bilhão. O mesmo ocorre no Maracanã. O custo de R$ 1 bilhão pode virar até R$ 1,5 bilhão. Mas, nesse caso, o argumento é de que os custos englobam obras do entorno do estádio.
http://www.estadao.com.br/noticias/esportes,gasto-com-obras-dos-estadios-para-a-copa-passa-de-r-53-bi-para-r-8bi,1111362,0.htm

Nenhum comentário: